Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise.Saiba mais | Compreendi
 
 
 
 
Links Patrocinados
> > Primazia económica mundial muda de líder no final de 2014

Primazia económica mundial muda de líder no final de 2014

Data: 30/04/2014 Autor: Portal Código Postal

Afinal não será necessário esperar por 2019 para assistir à ultrapassagem dos Estados Unidos pela China no ranking da primazia económica mundial. Será já no final do ano de 2014.


Primazia económica mundial muda de líder no final de 2014

Até 1890 a China foi a maior economia mundial, antes de ser ultrapassada pelos Estados Unidos. No final de 2014 a China estará em condições de reclamar a sua coroa. Comparar economias de países muito diferentes não é uma tarefa simples: as taxas de câmbio interferem muito com esta análise. Converter simplesmente o Produto Interno Bruto de Yuan (ou Rénmínbì) para dólares à cotação de mercado não iria refletir o verdadeiro custo de vida. O pão, o leite, os combustíveis têm custos muito diferentes nos dois países. Para contabilizar essas diferenças os economistas fazem ajustamentos baseados num cabaz de produz e serviços comparáveis em todo o mundo; esse ajustamento é denominado Paridade do Poder de Compra. Nesta base, a taxa da PPP (paridade de poder de compra) da China é agora mais alta do que o valor estimado anteriormente pelos economistas baseada em inquéritos levados a cabo em 2005. Esta taxa é 20% mais alta do que o estimado.

A consequência mais visível da revisão em alta da paridade do poder de compra chinês é que obriga a refazer as previsões do Fundo Monetário Internacional que estimava que a China liderasse a economia mundial em 2019. Segundo os cálculos efetuados pelo “The Economist” o já longo reinado dos Estados Unidos da América termina já no final de 2014 devolvendo a coroa à milenar China.

adaptado do artigo « Crowning the dragon» Por J.M.F. e L.P. publicado em 30 de abril de 2014 no «The Economist»


 



Este artigo foi visto 1198 vezes.

Dossiers

Quer começar a vender a sério?
As vinte e cinco propostas mais úteis que já ouviu na sua vida.

Artigos publicados em 2016

Arquivo

» 2015
Artigos publicados durante o ano de 2015.

» 2014
Artigos publicados durante o ano de 2014.

» 2013
Artigos publicados durante o ano de 2013.

» 2012
Artigos publicados durante o ano de 2012.

» Editoriais Ciberforma
Antigos Editoriais do site Ciberforma Online

Artigos publicados:


Melhores prática na gestão de stocks
por Portal Código Postal
em 21/09/2017

Na grande distribuição e no setor industrial gerir o inventário de forma eficiente é um dos maiores desafios que podemos enfrentar. Apontámos aqui as quatro melhores práticas seguidas pelos gestores com a responsabilidade de assegurar que os materiais estão sempre disponíveis ao mais baixo custo.
Visualizações: 254


A chave para a felicidade no trabalho segundo Paolo Gallo
por Portal Código Postal
em 20/09/2017

Autor de «A Bússola do Sucesso», responsável pelos Recursos Humanos do Fórum Económico Mundial e professor na Universidade de Bocconi, Itália, Paolo Gallo tem uma ideia clara sobre o caminho para atingir a felicidade no trabalho.
Visualizações: 275


Trabalhadores independentes poderão ficar isentos de IRS em 2018
por Portal Código Postal
em 18/09/2017

O Orçamento de Estado para 2018 poderá introduzir a isenção de IRS para os trabalhadores independentes cujo rendimento mensal não ultrapasse os 632 euros.
Visualizações: 1 340


O Currículo perfeito, segundo o CEO da LinkedIn
por Portal Código Postal
em 15/09/2017

Jeff Weiner, líder da LinkedIn, afirma que a forma clássica de elaborar e avaliar currículos tem os dias contados.
Visualizações: 355


A geração millennial confia mais em aconselhamento digital do que humano
por Portal Código Postal
em 13/09/2017

Um relatório da Consultora Forrester indica que a geração millennial, com idades compreendidas entre os 18 e os 37 anos, prefere recorrer a dispositivos móveis e a ferramentas digitais para obter aconselhamento financeiro, procurando-o mais do que os seus pais o qualquer outro humano.
Visualizações: 264


Links Patrocinados
 
Ajuda para o Site | Apartados | Novidades | Fazer Publicidade Aqui
© 2007 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Links institucionais: Termos de Utilização | Privacidade | Sobre Nós | Contacto