Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise.Saiba mais | Compreendi
 
 
 
 
Links Patrocinados
> > Lideres inspiradores

Lideres inspiradores

Data: 03/06/2014 Autor: Portal Código Postal

Existem poucos grandes gestores, e ainda menos grandes líderes. Manter a equipa motivada e satisfeita é uma tarefa árdua, mas é ainda mais difícil inspirar os outros para que o sigam, sobretudo se não tiver autoridade direta sobre eles.


Lideres inspiradores

Os líderes não são sempre perfeitos, e por vezes são até francamente peculiares. Mas apresentam um conjunto de comportamentos que faz com que sejam amados e admirados. Estas são algumas características menos abordadas mas essenciais para distinguir um grande líder.

Fazer de advogado do diabo

Já alguma vez se deparou com um líder que continuamente o fez olhar mais profundamente sobre as coisas e o fez desafiar o status quo assumindo o outro lado da argumentação, mesmo concordando com o seu ponto de vista? É provável que não. Assumir o papel de advogado do diabo e desafiar ferozmente as suas crenças funciona bem em estudos científicos, mas é algo raro de encontrar no mundo dos negócios.

Os grandes líderes jogam o jogo dos «10 porquês», fazendo perguntas repetidamente, desafiando o seu próprio entendimento da estratégia em questão. Defendem o ponto de vista oposto apenas para explorar os diversos aspetos que tenham sido esquecidos ou negligenciados pela equipa e que possam ser essenciais para o sucesso da missão ou do projeto.

É fácil pensar que estamos certos, alimenta o nosso ego. Mas é necessário coragem para se levantar e desafiar as nossas próprias experiência, ideias, conhecimento.

Ficar com as culpas

Se há culpas a atribuir, os grandes líderes assumem-nas. Se há créditos a atribuir, os grandes líderes distribuem-nos pela equipa.

Não se preocupar com a sabedoria convencional

Quanto mais se diz «isto nunca foi feito antes», mais excitados ficam sobre a possibilidade de alterar esse facto. Constroem equipas à sua volta que não aceitam o «não» como resposta. É difícil imaginar uma equipa de rebeldes, mas isso é exatamente aquilo que é necessário para mudar as normas, para desafiar o antigo, e para inventar o novo.

E não se preocupam com o fracasso porque sabem que o que realmente conta é a sua resposta ao insucesso, e não o insucesso em si mesmo. O insucesso ensina-nos sempre algo.

A diferença entre um chefe e o verdadeiro líder.

Saber ouvir

Malcom Forbes disse que «a arte de conversar assenta no escutar». Alguns dos maiores líderes fazem questão em não fazer ouvir a sua opinião logo no início da discussão. Preferem sentar-se discretamente e ouvir com toda a atenção o que os diversos elementos da sua equipa têm para dizer, eventualmente fazendo algumas perguntas apenas para elucidar uma ideia menos clara. Um líder forte que impõem a sua opinião logo à partida não está a tirar partido da sua equipa, e certamente não estará a ser inspirador para os que o seguem.

Procurar a diversidade

Todos nós já vimos gestores a rodearem-se de «yes man». Todos nós já assistimos a chefes, patrões, professores, a favorecer determinada pessoa por amiguismo – embora não nos agrade, temos que admitir que faz parte da natureza humana gostarmos daqueles que se assemelham a nós. Mas os líderes excecionais fazem questão em sair da sua zona de conforto ao recrutar pessoas diferentes dele próprio. Tentam criar equipas diversas, com opiniões, idades, género, perspetivas e experiências diferentes. Para inovar e evoluir é necessário confrontar ideias, gerar debate, e isso só se consegue com uma equipa diferenciada.

O General George S. Patton disse, «se todos pensam da mesma maneira, então alguém não está a pensar de todo».

Convidar a ingenuidade

Os grandes líderes são também adeptos da inovação. E sabem que a curiosidade e também uma certa ingenuidade são condições críticas para a inovação. São suficientemente humildes para aceitarem que não sabem algo e espertos o bastante para estarem em permanente aprendizagem durante todo o percurso das suas carreiras. Têm consciência, no entanto, que ninguém pode saber tudo, e que a mudança é permanente.

Desaparecer

Por vezes é fundamental sair temporariamente de cena, desconetar e refletir. Fazer algo diferente, mudar a rotina, e aprender algo completamente novo fora do leque de interesses relacionados com a atividade profissional. Os verdadeiros líderes são mestres em criar espaço em branco para onde a criatividade possa florescer. Mas a vantagem em desaparecer não é apenas essa. O grande líder percebe quando as suas baterias estão esgotadas e sabe que a melhor forma de as recarregar é desligando.


 



Este artigo foi visto 2041 vezes.

Dossiers

Quer começar a vender a sério?
As vinte e cinco propostas mais úteis que já ouviu na sua vida.

Artigos publicados em 2016

Arquivo

» 2015
Artigos publicados durante o ano de 2015.

» 2014
Artigos publicados durante o ano de 2014.

» 2013
Artigos publicados durante o ano de 2013.

» 2012
Artigos publicados durante o ano de 2012.

» Editoriais Ciberforma
Antigos Editoriais do site Ciberforma Online

Artigos publicados:


Melhores prática na gestão de stocks
por Portal Código Postal
em 21/09/2017

Na grande distribuição e no setor industrial gerir o inventário de forma eficiente é um dos maiores desafios que podemos enfrentar. Apontámos aqui as quatro melhores práticas seguidas pelos gestores com a responsabilidade de assegurar que os materiais estão sempre disponíveis ao mais baixo custo.
Visualizações: 253


A chave para a felicidade no trabalho segundo Paolo Gallo
por Portal Código Postal
em 20/09/2017

Autor de «A Bússola do Sucesso», responsável pelos Recursos Humanos do Fórum Económico Mundial e professor na Universidade de Bocconi, Itália, Paolo Gallo tem uma ideia clara sobre o caminho para atingir a felicidade no trabalho.
Visualizações: 273


Trabalhadores independentes poderão ficar isentos de IRS em 2018
por Portal Código Postal
em 18/09/2017

O Orçamento de Estado para 2018 poderá introduzir a isenção de IRS para os trabalhadores independentes cujo rendimento mensal não ultrapasse os 632 euros.
Visualizações: 1 338


O Currículo perfeito, segundo o CEO da LinkedIn
por Portal Código Postal
em 15/09/2017

Jeff Weiner, líder da LinkedIn, afirma que a forma clássica de elaborar e avaliar currículos tem os dias contados.
Visualizações: 354


A geração millennial confia mais em aconselhamento digital do que humano
por Portal Código Postal
em 13/09/2017

Um relatório da Consultora Forrester indica que a geração millennial, com idades compreendidas entre os 18 e os 37 anos, prefere recorrer a dispositivos móveis e a ferramentas digitais para obter aconselhamento financeiro, procurando-o mais do que os seus pais o qualquer outro humano.
Visualizações: 264


Links Patrocinados
 
Ajuda para o Site | Apartados | Novidades | Fazer Publicidade Aqui
© 2007 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Links institucionais: Termos de Utilização | Privacidade | Sobre Nós | Contacto