Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise.Saiba mais | Compreendi
 
 
 
 
Links Patrocinados
> > Novas regras para o despedimento

Novas regras para o despedimento

Data: 02/07/2014 Autor: Portal Código Postal

O menos eficiente será o primeiro a ser dispensado quando houver lugar a despedimento por extinção do posto de trabalho.


Novas regras para o despedimento

As regras do despedimento por extinção do posto de trabalho voltaram a ser revistas. Quando há diversos funcionários a exercerem a mesma função dentro da empresa, o desempenho e as habilitações passam a ser critérios prioritários na decisão.

Desde o início do mês de junho, a entidade patronal terá que escolher os trabalhadores a dispensar ordenados por esta ordem:

  • Pior avaliação de desempenho, de acordo com critérios divulgados e conhecidos pelos trabalhadores;
  • Menores habilitações académicas e profissionais;
  • Aquele que implique maiores encargos para a empresa (normalmente aquele que tiver a remuneração mensal mais elevada);
  • Menor experiência na função;
  • Menor antiguidade na empresa.

Com esta alteração a antiguidade no posto de trabalho na categoria profissional e na empresa perdem relevância deixando de ser critérios prioritários na escolha do trabalhador a dispensar.

A revisão destes parâmetros já tinha sido proposta numa alteração legislativa que permitia ao empregador fixar motivos relevantes para justificar a sua escolha. Contudo, a proposta foi considerada inconstitucional em setembro de 2013.

Resta saber se esta tentativa de determinar critérios diferentes para o despedimento por extinção do posto de trabalho também será analisada pelo Tribunal Constitucional.

Quem já teve responsabilidade em contratar e demitir tem uma perspetiva muito diferente

As empresas ainda vão tendo a liberdade de contratar segundo critérios que elas próprias definem. Quando são forçadas a reduzir a força de trabalho a lei não lhes permite decidir sobre o que é melhor para a organização. Terão que manter os mais antigos, obrigatoriamente. Esta lei vem corrigir esse aspeto privilegiando a dinâmica empresarial.


 



Este artigo foi visto 1745 vezes.

Dossiers

Quer começar a vender a sério?
As vinte e cinco propostas mais úteis que já ouviu na sua vida.

Artigos publicados em 2016

Arquivo

» 2015
Artigos publicados durante o ano de 2015.

» 2014
Artigos publicados durante o ano de 2014.

» 2013
Artigos publicados durante o ano de 2013.

» 2012
Artigos publicados durante o ano de 2012.

» Editoriais Ciberforma
Antigos Editoriais do site Ciberforma Online

Artigos publicados:


Melhores prática na gestão de stocks
por Portal Código Postal
em 21/09/2017

Na grande distribuição e no setor industrial gerir o inventário de forma eficiente é um dos maiores desafios que podemos enfrentar. Apontámos aqui as quatro melhores práticas seguidas pelos gestores com a responsabilidade de assegurar que os materiais estão sempre disponíveis ao mais baixo custo.
Visualizações: 253


A chave para a felicidade no trabalho segundo Paolo Gallo
por Portal Código Postal
em 20/09/2017

Autor de «A Bússola do Sucesso», responsável pelos Recursos Humanos do Fórum Económico Mundial e professor na Universidade de Bocconi, Itália, Paolo Gallo tem uma ideia clara sobre o caminho para atingir a felicidade no trabalho.
Visualizações: 274


Trabalhadores independentes poderão ficar isentos de IRS em 2018
por Portal Código Postal
em 18/09/2017

O Orçamento de Estado para 2018 poderá introduzir a isenção de IRS para os trabalhadores independentes cujo rendimento mensal não ultrapasse os 632 euros.
Visualizações: 1 339


O Currículo perfeito, segundo o CEO da LinkedIn
por Portal Código Postal
em 15/09/2017

Jeff Weiner, líder da LinkedIn, afirma que a forma clássica de elaborar e avaliar currículos tem os dias contados.
Visualizações: 354


A geração millennial confia mais em aconselhamento digital do que humano
por Portal Código Postal
em 13/09/2017

Um relatório da Consultora Forrester indica que a geração millennial, com idades compreendidas entre os 18 e os 37 anos, prefere recorrer a dispositivos móveis e a ferramentas digitais para obter aconselhamento financeiro, procurando-o mais do que os seus pais o qualquer outro humano.
Visualizações: 264


Links Patrocinados
 
Ajuda para o Site | Apartados | Novidades | Fazer Publicidade Aqui
© 2007 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Links institucionais: Termos de Utilização | Privacidade | Sobre Nós | Contacto