Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise.Saiba mais | Compreendi
 
 
 
 
Links Patrocinados
> > Rebentos… Ainda muito delicados

Rebentos… Ainda muito delicados

Data: 13/08/2013 Autor: Portal Código Postal

Há boas notícias no horizonte mas o momento é muito delicado. Qualquer notícia menos agradável pode prejudicar este momento de viragem económica.


Começam a surgir sinais positivos, ainda que para já muito ténues e carecendo de confirmação de outros indicadores, ao nível da atividade económica, favorecendo sobretudo as economias desenvolvidas. O destaque vai para a zona do Euro, onde o ciclo recessivo está prestes a terminar. A aparente estabilização do mercado de trabalho (a taxa de desempregou estabilizou há quatro meses) justifica algum optimismo, ainda que o crescimento se deva manter abaixo do potencial por um período longo. Nos Estados Unidos, a alteração metodológica das contas nacionais induziu a revizão em alta de crescimento de 2012 em 0,6p.p, para 2,8%. Em contrapartida, o perfil de crescimento este ano tornou-se menos favorável, facto para o qual contribuiu a performance relativamente fraca no primeiro trimestre. Todavia, antecipa-se que a diluição dos efeitos da política fiscal mais restritiva no início do ano e a confirmação de robustecimento gradual do mercado de trabalho suportem uma melhor performance na sugunda metade do ano. A melhoria dos indicadores do lado da oferta parece confirmar este cenário.

Vivemos um período em que a forma como os bancos centrais comunicam com o mercado é de vital importância de forma a evitar retrocessos e efeitos indesejados. Teme-se a repetição dos acontecimentos de 1994, quando o início de um novo ciclo pela Reserva Federal causou ondas de choque nos mercados financeiros.

Os esforços da Reserva Federal em acalmar os mercados, reafirmando a postura cautelosa, cujo efeito foi reforçado pelo conteúdo misto do relatório do emprego de Julho, penalizaram o dólar em relação ao euro. O câmbio EUR/USD permanecerá volátil, flutuando ao sabor das alterações de expectativas relativamente à política monetária dos EUA. Não obstante, não é do interesse dos países do euro uma moeda excessivamente forte, sobretudo atendendo à fragilidade da recuperação em perspectiva. Neste contexto poderá ocorrer um movimento de correcção do euro nas próximas semanas, reflectindo sobretudo a exaustão da tendência. .

Dada a melhoria dos indicadores económicos na região do euro, atribuímos reduzida probabilidade a um novo corte de taxas pelo BCE. No entanto, a autoridade monetária não deixará de intervir caso as taxas de juro de mercado retomem uma tendência ascendente, que poderia pôr em causa a retoma da actividade em economias com alguma dimensão e ainda fragilizadas por níveis de endividamento elevado (como é o caso de França).

Um ano após a afirmação do Presidente do BCE, de que "tudo faria para salvar o euro", as quedas dos spreads dos países periféricos são muito significativas, apesar de algum retrocesso recente No futuro, e afastados os designados "riscos de cauda", o andamento dos prémios de risco estará crescentemente correlacionado com progressos estruturais, reformas ou factores conjunturais de cada um dos países sob escrutínio.

A melhoria do contexto macroeconómico favorece os mercados bolsistas, nomeadamente os mercados europeus, claramente desfasados da performance do mercado americano. Os resultados das empresas foram favoráveis no último trimestre o que incrementa, ainda mais, a perspectiva favorável.

Excerto

 


 



Este artigo foi visto 1782 vezes.

Dossiers

Quer começar a vender a sério?
As vinte e cinco propostas mais úteis que já ouviu na sua vida.

Artigos publicados em 2016

Arquivo

» 2015
Artigos publicados durante o ano de 2015.

» 2014
Artigos publicados durante o ano de 2014.

» 2013
Artigos publicados durante o ano de 2013.

» 2012
Artigos publicados durante o ano de 2012.

» Editoriais Ciberforma
Antigos Editoriais do site Ciberforma Online

Artigos publicados:


Melhores prática na gestão de stocks
por Portal Código Postal
em 21/09/2017

Na grande distribuição e no setor industrial gerir o inventário de forma eficiente é um dos maiores desafios que podemos enfrentar. Apontámos aqui as quatro melhores práticas seguidas pelos gestores com a responsabilidade de assegurar que os materiais estão sempre disponíveis ao mais baixo custo.
Visualizações: 252


A chave para a felicidade no trabalho segundo Paolo Gallo
por Portal Código Postal
em 20/09/2017

Autor de «A Bússola do Sucesso», responsável pelos Recursos Humanos do Fórum Económico Mundial e professor na Universidade de Bocconi, Itália, Paolo Gallo tem uma ideia clara sobre o caminho para atingir a felicidade no trabalho.
Visualizações: 273


Trabalhadores independentes poderão ficar isentos de IRS em 2018
por Portal Código Postal
em 18/09/2017

O Orçamento de Estado para 2018 poderá introduzir a isenção de IRS para os trabalhadores independentes cujo rendimento mensal não ultrapasse os 632 euros.
Visualizações: 1 338


O Currículo perfeito, segundo o CEO da LinkedIn
por Portal Código Postal
em 15/09/2017

Jeff Weiner, líder da LinkedIn, afirma que a forma clássica de elaborar e avaliar currículos tem os dias contados.
Visualizações: 353


A geração millennial confia mais em aconselhamento digital do que humano
por Portal Código Postal
em 13/09/2017

Um relatório da Consultora Forrester indica que a geração millennial, com idades compreendidas entre os 18 e os 37 anos, prefere recorrer a dispositivos móveis e a ferramentas digitais para obter aconselhamento financeiro, procurando-o mais do que os seus pais o qualquer outro humano.
Visualizações: 264


Links Patrocinados
 
Ajuda para o Site | Apartados | Novidades | Fazer Publicidade Aqui
© 2007 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Links institucionais: Termos de Utilização | Privacidade | Sobre Nós | Contacto